quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Informação deficiente no site da autarquia

As actas das reuniões são um tema que causa sempre algum desconforto e agitação nas assembleias municipais. Ou porque faltam as declarações de voto, ou porque lhes não é dada a conveniente visibilidade, ou porque para serem consultadas pelos deputados é sempre um bico de obra.
A nova página da Internet da autarquia, relançada com grande pompa e circunstância pelo presidente da câmara em Junho de 2006 ficou muito aquém das expectativas propagandeadas. Nem actas actualizadas da câmara, nem da assembleia, nem deliberações, nem declarações de voto, nem concursos públicos a decorrer, nem documentos financeiros. A única informação que não falha é a que provém do gabinete de apoio do presidente da autarquia.
Foi necessário o presidente da assembleia municipal referir publicamente que o serviço andava atrasado para que as actas da assembleia fossem disponibilizadas publicamente.
Era bom que os gestores da página aproveitassem o balanço e publicassem entre outros os documentos financeiros dos últimos anos: os orçamentos, as grandes opções do plano e os planos de actividades da autarquia.
É inconcebível que uma câmara que parece dispor de recursos financeiros inesgotáveis não consiga manter actualizado um serviço público como a sua própria página da Internet. Se se trata de falta de capacidade dos responsáveis pelo serviço, troque-se ou substitua-se tal ou tais entidades.
É também incompreensível que num órgão fiscalizador como a assembleia municipal não se erga uma única voz a questionar este assunto e a confrontar as declarações do presidente da câmara com aquilo que na realidade acontece.

7 comentários:

Anónimo disse...

Gosto de blogs de opiniões. Gosto porque reflectem a liberdade de expressão e de opinião que conquistámos. Aliás, a net social, ou o jornalismo cidadão são conceitos que me são caros.
O que não entendo é um blog que por detrás de pseudónimos se limita a criticar o executivo de VRSA.

Confesso que vim parar a este blog por mero acaso. Mas num primeiro olhar achei que era uma forma de promoção do concelho.
Depois, com uma leitura mais cuidada, percebi que é um blog de oposição (o que é perfeitamente legitimo) só que camuflado.

Se os autores do blog querem ser oposição, assumam! Se não o querem ser, então critiquem mas façam-no com responsabilidade e construtivamente.

É que para má lingua e de "deita abaixo" está a blogosfera cheia. Mas cheia de autores que o assumem.

Por exemplo, o caso dos pacientes em Cuba está tal mal retratado por este blog, ficando a parecer uma vilanagem. Será que o é? Deram-se ao trabalho de falar com as pessoas que foram a Cuba e vieram de lá com outra qualidade de vida?

Essas pessoas não vos importam? As restantes que estão em lista de espera também não? E as que padecem de outras doenças e que também irão a Cuba para beneficiar de um dos mais avançados sistemas de cuidados médicos também não? Sim, que eu li as notícias sobre o assunto com atenção. E em várias foi avançado o alargamento deste protocolo a outras especialidades, nomeadamente dermatologia.
É que falar de valores (150 mil euros) para 150 pacientes é uma coisa. Para muitos mais, com outras doenças é outra. Para além de esta é uma iniciativa que está a ser implementada por Estados da América latina. Não municípios - Estados!
Sejamos rigorosos naquilo que escrevemos...

vilão disse...

Caro comentador anónimo que confessa ter vindo parar a este blogue por mero acaso

Partilhamos o seu gosto por blogues de opinião.
Discordamos da sua leitura de que o Vilaquistão é um blogue de oposição camuflado.
Concordamos com a sua apreciação de a blogosfera estar cheia de má língua e de “deita abaixo”.
Não o compreendemos quando diz que se somos oposição devemos assumir mas que se não o quisermos ser devemos criticar com responsabilidade e construtivamente.
Quererá dizer que criticar o desperdício dos dinheiros públicos é oposição e divulgar os projectos e iniciativas autárquicas é crítica responsável e construtiva?
Limitamo-nos a apresentar factos, opinar algumas vezes, ironizar outras, brincar cada vez menos e sempre com a indicação de que é a brincar (com a etiqueta ‘humor’), porque já vimos que o sentido de humor desapareceu destas paragens provavelmente devido ao nível político a que chegámos.

Acrescentamos que o exemplo de CUBA que escolheu para retratar a falta de isenção do Vilaquistão não só é infeliz como está enganado no destinatário. Escreva CUBA no motor de pesquisa do blogue e leia tudo o que foi dito sobre o tema. Não nos responsabilize por aquilo que comentadores anónimos como é o seu caso dizem. Desde o início, e até com alguma anterioridade relativamente a outros meios, limitámo-nos a considerar que em Portugal o mesmo serviço era mais barato e mais rápido, algo que está mais do que confirmado.
Aproveitamos para lhe dizer que ficámos com a sensação de que alguém lhe encomendou o comentário mas não o esclareceu devidamente. Onde se fala em 150 mil euros e 150 doentes é num artigo de opinião publicado num jornal local.

http://www.jornaldoalgarve.pt/artigos.asp?varNumero=7030

Anónimo disse...

estimaos comentadores e leitores, já que estamos numa de falar nas finanças da Camara Municipal, aproveito para deixar aqui um pequeno alerta.
A nossa camara continua a preocupar-se muito com as aparências mas esquece-se com frequêmcia que existem coisas muito mais importantes que as aparencias, como por exemplo a educação.
Gasta-se tanta dinheiro em decoração de Natal, mas depois não há dinheiro para pagar aos professores e auxiliares que estão a desempenhar funções na escola de Monte Gordo, contratados com recibos verdes, pois fiquem a saber que estes professores até ao dia 05 de Dezembro ainda nem lhes tinham pago o mês de Setembro, e estão estes dispostos a irem embora. E quem é que perde caros eleitores? São simplesmente os meus filhos e os vossos, ou melhor são as crianças do nosso concelho.
Porque infelizmente existe dinheiro para tudo o qué é festas mas para a educação que faz falta nunca há dinheiro.
por favor Sr. Presidente e seus vereadores tenham dó das crianças, pois delas é o futuro de amanhã.

Anónimo disse...

Quanto ao blog ser um local de "bota abaixo" não posso estar em mais desacordo,pois nem no sitio do coração da cidade se promove tanto o sr camarada, co que aqui. Gostaria de dizer que neste momento está em discussão a retirada de esplanadas e de expositores das ruas da vila, e gotaria de dizer que o luis ja disse ao outro luis que ele não tirava a esplanada nem que este lhe arranja-se um tacho para a filha...
Mas voltando ao"bota Abaixo", numca vi um local onde os idiais dos cumunas fossem tão aplaudidos, ou seja, "o k é meu é meu, o k é teu é nosso...e o Estado tem de nos ir levar o ordenado a casa"...

Quanto a isto ser um blog da oposição é pura ficção, não porque os seus administradores não a queiram fazer mas porque simplesmente não tem capacidade para tal, mais, tem consciencia que não tem capacidade para a fazer, porque então assumiriam a sua identidade e responsabilidade pelo que escrevem...

Quanto à não publicação das actas da assembleia municipal, é pena por que com a qualidade dos deputados que lá temos de certo que teriamos material humuristico de qualidade para analise de tão ilustres bloquistas...não bloguistas...


El guardián de la Barquninha

Alcaide de AYAMONTE disse...

Señor guardian de las esplanadas
que mal lhe a hecho D. Luis Camarada ppara que usted estea todo el tiempo hablando mal del muchacho. Pues te voy a decir que lo voy traer para ayamonte porque necesito un empresário como el aqui!!

El alcaide de Ayamonte

Anónimo disse...

é óbvio que o site não é actualizado, porque á que gastar em festas (Voltamos á velha Roma, Festa pra eludir o povo)

Tem de se gastar os nossos euros em situações pouco infundadas e duvidosas contratações de filhos e enteados dos senhores da câmara municipal.

Já agora, não existem técnicos de informática na câmara com conhecimento para fazer uma pagina melhor??? parece-me que sim. Conheço um WebMaster que esta encostado no espaço Internet sem nada fazer, e poderia ser uma mais valia para a autarquia... mas não, preferível dar esse trabalho ao exterior ... e gastar ainda mais dos nossos euros.

Bem haja.
Da terra da cepa torta...

Anónimo disse...

Do individuo do comentário anterior...
um comentário tão alargado como o que apresenta aqui a defender a câmara só poder ser de um funcionário da autarquia... por ter tanto tempo livre pra andar a escrever...

e deixo um ultimo comentário...
é bom que dêem graxa ao vossos superiores se não querem ir acabar por trabalhar para o PARQUE de CAMPISMO...
sejam doutores ou não.